Mulheres grávidas

Devido às alterações hormonais, as gengivas ficam mais sensíveis e mais propensas a sangrar durante a gravidez.

Timing das alterações

Durante a gravidez produzem-se muitas alterações hormonais no organismo, sendo difícil a sua gestão.

Uma área fácil de controlar é a boca mas o facto é que metade das mulheres grávidas sofre de problemas dentários em algum momento da gestação. Durante a gravidez, a mulher passa por várias alterações hormonais que podem fazer com que as gengivas fiquem mais sensíveis do que o normal e mais propensas a infeções

É mais provável que apresentem os sintomas da doença das gengivas no segundo e terceiro mês da gestação, agravando até ao oitavo mês. Durante este período, algumas mulheres sofrem de inflamação, sangramento, vermelhidão ou sensibilidade no tecido gengival.

A doença das gengivas é a maior causa de perda de dentes a seguir às cáries e, se sangrar das gengivas ao escovar os dentes, é possível que sofra da doença

O que pode fazer?

A melhor forma de evitar doenças das gengivas associadas à gravidez é iniciar a gravidez com umas gengivas saudáveis. Se pensa em engravidar, deve consultar o seu dentista para aconselhamento.

Cuide das suas gengivas dedicando-lhes alguns momentos do dia. Utilize fio dentário pelo menos uma vez por dia, lave os dentes pela manhã e à noite e utilize um elixir (por exemplo, com clorohexidina) todos os dias.

Consulte o dentista durante a gravidez, mesmo que tudo pareça estar bem.

Se sangrar das gengivas ou tiver algum motivo de preocupação com a sua saúde oral, marque uma consulta com o seu dentista ou higienista.

Se estiver ou se julga estar grávida, ou se estiver a amamentar, consulte o seu médico antes de tomar qualquer medicamento.