Diabéticos

A doença das gengivas é considerada como a sexta complicação da diabetes mas é frequente as pessoas nem sequer terem conhecimento.

Os altos níveis de açúcar na saliva podem causar a acumulação de placa.

Quando os níveis de açúcar não estão bem controlados e aumenta o nível de glucose no sangue, também podem existir níveis elevados de glucose (açúcar) na saliva. Esta glucose fomenta o crescimento de bactérias nocivas que formam a placa. Quando a placa se acumula, as bactérias podem infetar as gengivas causando vermelhidão e inflamação. Esta inflamação é um dos primeiros sintomas da doença das gengivas.

Os diabéticos são mais propensos às infeções das gengivas

Quando alguém sofre de diabetes, a estrutura dos vasos sanguíneos fica alterada. Tal pode causar uma redução do fluxo sanguíneo, o que por sua vez, pode debilitar as gengivas e o osso adjacente, tornando-os mais propensos a infeções.

Nos pacientes diabéticos, as infeções tendem a durar mais tempo a sarar e isto também se aplica às infeções das gengivas. Uma boa higiene dental e o tratamento imediato de qualquer problema são muito importantes.

A doença das gengivas pode dificultar o controlo de açúcar do sangue pelos diabéticos

A investigação sugere que a doença das gengivas possa dificultar aos diabéticos o controlo de açúcar no sangue. A doença das gengivas pode aumentar os tipos de sinais que o organismo envia quando tem uma infeção, o que pode aumentar o açúcar no sangue. Isto contribui para o aumento dos períodos de tempo em que o organismo funciona com um nível de açúcar não saudável. Assim, é importante para os doentes diabéticos tratar da doença das gengivas para eliminar a infecção e conseguir um controlo metabólico ótimo.

Tratamento da doença das gengivas para diabéticos

A doença das gengivas é tratada nos diabéticos do mesmo modo que em outros doentes. No entanto, considerar-se-á um tratamento específico em função de diversos fatores, entre os quais se inclui a extensão da doença, o tipo de diabetes e a tolerância aos medicamentos.

O que pode fazer?

As pessoas que sofrem de diabetes podem sofrer de doença das gengivas grave se não estiverem bem controladas. Por isso, é importante seguir uma boa rotina de higiene oral em casa e consultar o dentista pelo menos uma vez por ano.

Marque as suas consultas para quando o dentista o deixa menos tempo à espera: a primeira hora da manhã, por exemplo. Procure evitar as horas de refeição, caso tenha que evitar perder uma refeição.

A diabetes pode diminuir a sua resistência às infeções, pelo que pode necessitar de antibióticos para certos tratamentos dentários. Também é possível que demore mais tempo a cicatrizar após uma cirurgia, pelo que deverá falar com o seu dentista antes de qualquer tratamento.